Bem-vindo ao CCD Lipor

Junte-se a nós!

Demissão dos Órgãos Sociais do CCD LIPOR

Demissão dos Órgãos Sociais do CCD LIPOR

Caros Associados,

Envio-vos esta comunicação pelo imenso respeito que tenho por todos e cada um de vocês.

Há momentos na vida que nos fazem parar e refletir. Por isso não vos escrevi antes, mas agora é tempo.

É tempo de vos comunicar que a Direção, a que tenho a honra de presidir, apresentou, hoje, ao Senhor Presidente da Mesa da Assembleia Geral, em comunicação subscrita por todos os elementos (efetivos e suplentes), a sua DEMISSÃO.

Igual posição foi tomada pelo Conselho Fiscal.

Tomamos esta decisão com profundo sentido de responsabilidade.

Escrevo-vos, pois, com um misto de sentimentos. O principal é de um profundo ORGULHO pelo trabalho feito. O CCD LIPOR nasceu nas nossas mãos, criado do ZERO, melhorado ano após ano, sempre com transparência, com sentido de igualdade e de oportunidade para todos e com todo o empenho que nos foi possível.

Foram praticamente 4 anos de muito trabalho, muito esforço e dedicação em prol dos objetivos do CCD LIPOR. Conseguimos não só manter todos os benefícios que existiam antes da criação da Associação, mas acrescentar vários outros, aumentar o número de beneficiários e, SEMPRE, com as contas certas e dentro do Orçamento aprovado e disponível. Negociamos dezenas e dezenas de contratos, desde os mais básicos, aos mais complexos, do café aos seguros, da fruta à nutrição, dos matrecos aos protocolos. Temos um serviço de excelência, sem paralelo seja em entidades privadas e muito menos públicas. E, por isso, a exigência é MÁXIMA e confesso-vos que só tomamos plena noção da mesma quando somos com ela confrontados.

Mas também vos escrevo com um sentimento de tristeza (não de ingratidão). Tínhamos um PROJETO, que passava por uma importante alteração aos nossos Estatutos e também ao Regulamento Interno, que desse um sinal ao Conselho de Administração da LIPOR e ao Senhor Administrador-Delegado (duas “entidades” a quem tanto devemos) que também nós estávamos solidários e disponíveis para contribuir, dentro das nossas possibilidades, para que os atuais constrangimentos da Organização fossem ultrapassados.

Mas não há que negar, nem ter medo das palavras. Os resultados da última Assembleia Geral são para nós claros, de que não há uma plena confiança no nosso trabalho e nos projetos futuros. Tudo se tendo resumido a se a Presidente da Direção deve ou não ter direito a uma compensação pelo trabalho e pela imensa responsabilidade que assume no exercício das suas funções, responsabilidade esta CIVIL e CRIMINAL, nos termos dos nossos Estatutos.

A maioria dos Associados disse que não, que esse sobre esforço não deve ser compensado. E disse-o de uma forma muito veemente, no sentido que a gestão do CCD LIPOR deve ser feita num espírito de total altruísmo e carolice (confundindo-se o CCD LIPOR com uma entidade de beneficência ou uma IPSS) ou que só o próximo Presidente do CCD LIPOR poderá usufruir de tal “benefício” (mesmo sem se saber se será ou não merecedor do mesmo). Não nos revemos nesta posição, na medida que a mesma não corresponde à nossa Visão de um CCD LIPOR a caminhar para uma cada vez maior profissionalização da sua gestão, mas fazendo-o de forma gradual e equilibrada (e não de imediato, porque os recursos são escassos e há outras prioridades).

Em resumo, a não aprovação da alteração aos Estatutos e do Regulamento Interno, submetidos à aprovação da Assembleia Geral, não pela Presidente, mas por toda a Direção, evidencia um claro desalinhamento entre o que consideramos necessário e adequado e a vontade dos Associados. E, nesse seguimento, só pode haver uma decisão que é a de demissão, conforme já vos enunciei no início desta minha comunicação.

Agradeço a todos aqueles que me acompanharam nesta incrível AVENTURA, quer os que integraram as Listas que presidi, quer a todos os Associados que connosco colaboraram (de forma incansável).

Não serei candidata nas próximas eleições, mas naturalmente é uma decisão que só a mim me vincula. Quem me acompanhou, como não podia deixar de ser, é livre para, em consciência, tomar a sua opção.

Vamos agora entrar num período eleitoral e certamente que outros Projetos, e outras Visões, para o CCD LIPOR serão propostas aos Associados e estes serão soberanos. Quem vier, digo-o com profundo orgulho, vai encontrar uma “casa” arrumada e organizada, com processos bem definidos, com contratos firmes, com fornecedores credíveis e que confiam em nós, com contas certas e totalmente em dia. Estamos certos que quem vier terá todas as condições para fazer o CCD LIPOR crescer e prestar um serviço ainda melhor.

Pela parte da Direção que presido, e no respeito pelos Estatutos, iremos manter-nos em funções até à tomada de posse dos novos órgãos, aos quais prestaremos toda a informação e a quem, desde já, desejamos as maiores venturas e os maiores sucessos.

Até sempre.

Ana Mota

Célia Teixeira

Todos os direitos reservados ao CCD LIPOR.